12 de dezembro de 2008

Seja um cliente legal. Curso avançado em 5 lições



Eu fico de 6 a 12 horas por dia atendendo pessoas. Chato? Pois é. Some aí, pessoas com fome. Pessoas com fome são tão irritadiças como uma mulher na TPM, ou um homem na seca, então calcule, centenas de histéricos e impacientes, juntos, mais seus filhos mimados. Bem vindo ao meu mundo.

Eu sei que você aí almoça fora, janta fora ou toma ao menos um café na padaria, portanto, atenção nas dicas.

1- Não diga estou com pressa ou quanto tempo demora
Por que não comeu sanduíche de mortadela em casa então, amigo? Um ovo frito? É o ônibus, o horário do cinema, crianças passando mal ou qualquer outra mentirinha e você espera que mudem toda a dinâmica da cozinha e passem seu pedido na frente? Ok. Nós mentimos pra você também e dizemos que já está saindo.

2- Não peça chopp sem colarinho ou suco sem gelo.
Dois clássicos do cliente pão-duro. Ele teme tanto ser roubado que prefere tomar um chopp mais amargo e um suco quente. Não fique triste se um garçom não atender você direito, é que ele sabe que você não vai pagar os 10% e ainda vai querer explicação detalhada de cada vírgula na conta.

3- Facilite na hora de pagar uma conta conjunta
Você senta na mesa com os amigos do trabalho, bebe, bebe, bebe, come e manda fechar a conta. Vocês dividem lá entre vocês e trazem o dinheiro pra mim. Certo? Errado. Você pede pra tirar 5 de 10, passar 20 no cartão, 15 de 50, e por aí vai, para minha total confusão e fim das minhas moedas. saiba que nesse momento eu assassino vocês em pensamento.

4- Tenha paciência
Geralmente comidas são feitas por pessoas, e pessoas erram. Não faça uma guerra só porque você pediu sem orégano e veio sem cebola. Você quer o que? Que matem o cozinheiro a pauladas? O máximo que podemos fazer nesses casos é pedir desculpas e trocar para você.

5- Eduque seus filhos
Eu adoraria dar um tapa na mão do seu filho toda vez que ele pega uma coisa que não é dele, mas não pegaria bem, então eduque você. Dica: falar não  também costuma funcionar.

12 comentários:

Marilia Ferreira disse...

hahahaha mto bom!
pessoas que trabalham com o público deveriam ser homenageados, ter feriado nacional,ganhar medalhas... pq olha...tem gente que é tão chato!
Mas é o que vc escreveu no final...se a pessoa não tem o minimo de educação, não só as crianças, mas principalmente adultos, e, de ser humilde em ser simpatico, ela acaba se fodendo mais do que qq outra pessoa.

E mais que merecido!

.leticia santinon disse...

hahahahahaha....ótimo!

Essa parte de 'tenha paciência' não funciona muito comigo, confesso que eu fico 'embucetada' e a chance de eu cancelar e sair andando é bem grande.

Sou uma pessoa horrível, eu sei, eu sei.

.leticia santinon disse...

E hoje a menina da padaria me deu um chiclete, acho que ela notou essa minha característica.

Marcela Prado disse...

eu dou chicletes pros chatos tbm.

tipo, tó um doce e não me enche o saco.

Rodrigo Artur disse...

Faltou o 6o:

Não arrote em público.

Anônimo disse...

eu nunca ganhei chiclete. isso quer dizer que sou uma cliente legal?

Luciana Veira disse...

A-DO-REI
Eu sou aquela que sempre pede o suco sem gelo e o chopp sem colarinho...Mas outro dia um garçom se recusou a trazer o bendito sem colarinho e eu ainda tive que ouvir uma palestra a respeito da importância daquela espuma sem graça.

PS. Sou amiga da Letícia (se isso ajudar...)

Nathy Roncada disse...

Muito boas as dicas Marcela!
Ainda bem que sou uma boa cliente e sem filhos mimados ahahahhhahhha
Beijos!

Marcela Prado disse...

Gente, não é espuma.
É creme.
Acreditem, é diferente.

Anônimo disse...

por essas e tantas outras que é sempre bom ter você por perto.

Kenan

Carol Campregher disse...

O que fazer se realmente não gosto da espuma do chopp?? Vou voltar a pedir coca-cola.

Carol Campregher disse...

espuma sim.